Sociedade

Imigrantes colocados nas instalações do SEF do aeroporto de Lisboa vão ter 'botão de pânico'

Cidadão ucraniano Ihor Homeniuk morreu nas instalações depois de ter sido agredido. T^res inspetores estão acusados de ter provocado a sua morte.

Os cidadãos estrangeiros que fiquem alojados nas instalações do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras do aeroporto de Lisboa vão ter um botão de pânico nos seus quartos, uma medida que faz parte do novo regulamento do Espaço Equiparado a Centro de Instalação Temporária (EECIT), escreve o Diário de Notícias.

"Por forma à salvaguarda do cidadão instalado, os quartos individuais encontram-se apetrechados com botão de pânico que sempre que ativado, obriga ao seu registo em relatório, com indicação de hora e motivo que determinou a sua ativação e comunicação da mesma ao responsável pelo EECIT", lê-se no regulamento, assinado em julho pelo ministro da Administração Interna e distribuído pelo SEF no passado dia 26 de novembro, refere o mesmo jornal.

Recorde-se que foi naquelas instalações que morreu o cidadão ucraniano Ihor Homeniuk, tendo três inspetores do SEF sido acusados de homicídio.

Os botões de pânico estão instalados em todos os novos 18 quartos individuais e ficarão ligados à portaria do EECIT, onde passarão a estar sempre inspetores do SEF e seguranças.