Vida

Caso dos herdeiros de Michael Jackson contra HBO vai ser decidido através de arbitragem

Os herdeiros acusam a HBO de difamação, ao não incluirem a versão do artista no documentário “Leaving Neverland” e de romper um acordo feito entre o canal e o músico em 1992.

A Justiça dos Estados Unidos vai decidir através da arbitragem o caso dos herdeiros de Michael Jackson contra HBO. Os advogados responsáveis pelo património do ‘rei da pop’ pedem uma indemnização de mais de 82 milhões de euros por causa do documentário feito pela HBO que fala das acusações de pedofilia contra o artista, que morreu em 2009.

O processo foi aberto quando a produtora norte-americana não terá cumprido uma cláusula de um antigo contrato de emissão do concerto "Michael Jackson ao vivo em Bucareste: A Digressão Perigosa" estabelecido com o cantor. Nesta alínea, a HBO prometia não comentar ou praticar algo que comprometesse a imagem do artista e dos seus representantes.

O tribunal explica que "as partes não discutem que o contrato de 1992 em questão foi produto de um mútuo consentimento e inclui uma ampla disposição para a arbitragem".

A HBO afirmou que esta cláusula é irrelevante para o caso e acusou os herdeiros do ‘rei do pop’ de quererem silenciar as vítimas de abusos sexuais. Além disso, a empresa considera que o contrato terminou depois da transmissão e que nunca aceitou um “veto” sobre uma eventual ligação no futuro.

O documentário “Leaving Neverland” saiu no ano passado e expõe as acusações de pedofilia que pendem sobre Michael Jackson e ainda mostra vários relatos das vítimas.

Veja aqui o trailer do documentário: