Economia

Estado vai gastar 195 milhões de euros para vacinação no próximo ano

 Encargos financeiros "são satisfeitos por verbas a inscrever no orçamento da Direção-Geral da Saúde"

Foi publicada esta quinta-feira uma resolução do Conselho de Ministros que aponta uma despesa de até 195,5 milhões de euros para a “a aquisição de vacinas contra a covid-19, no âmbito do procedimento europeu centralizado, bem como a despesa necessária ao seu armazenamento e administração”, diz o documento.

Deste valor, 174 milhões de euros destinam-se a “procedimentos aquisitivos, no âmbito dos acordos prévios de aquisição” estabelecidos nos termos da decisão da Comissão Europeia, de 18 de junho de 2020.

Para o “o armazenamento e a aquisição de vacinas, bem como com os artigos indispensáveis à sua administração”, como agulhas, solventes e seringas, vão ser gastos 21,5 milhões de euros.

Como se pode ler no texto publicado em Diário da República, estes encargos financeiros “são satisfeitos por verbas a inscrever no orçamento da Direção-Geral da Saúde”.

Esta resolução adianta ainda que Portugal aderiu aos seis contratos de aquisição comunitária de vacinas com diferentes farmacêuticas aprovados pela Comissão Europeia.