Desporto

Premier. O inimigo do meu inimigo é meu amigo

O Manchester United vai a Londres procurar redenção. Já os conterrâneos do City recebem o Sheffield United, que bateu o United na última jornada.

A 20.a jornada da Premier League foi, no mínimo, catastrófica para o Manchester United. Aquele que, em teoria, seria o jogo mais fácil da época, contra o Sheffield United, acabou por ver os red devils perderem três valiosos pontos, dando a liderança isolada ao Manchester City. A receção aos últimos classificados surpreendeu, com o Sheffield a bater o United por duas bolas a uma. Na mesma jornada, o City goleou o West Bromwich por cinco a zero e pôs-se na liderança da tabela classificativa.

No sábado, o Manchester United, onde joga o internacional Bruno Fernandes, vai até ao Emirates Stadium enfrentar o Arsenal, equipa de Mikel Arteta, que está a dez pontos de distância. Os red devils precisam desta vitória para se manter nas costas do City, que tem um ponto a mais e um jogo a menos.

É um duelo clássico na primeira liga inglesa, mas já lá vão os tempos dos arrufos entre Wenger e Sir Alex Ferguson, no início do milénio.

Desde novembro de 2020 que as duas equipas não se enfrentam, e foram os gunners que venceram o mais recente encontro, batendo o United, em Old Trafford, por uma bola a zero. O saldo nas últimas oito partidas, no entanto, mantém-se renhido, com Manchester United e Arsenal a vencer cada um três encontros, resultando os outros dois em empates.

O Arsenal teve uma má fase no início desta temporada que fez descer a equipa até ao meio da tabela (chegou a estar em 13.o lugar). As últimas jornadas, no entanto, têm sorrido à equipa londrina, com cinco vitórias e um empate a marcar o histórico recente. Só a derrota por quatro a um na Taça da liga inglesa, contra o Manchester City, deixa um sabor amargo no passado recente dos gunners.

Já o Manchester United, que liderava a tabela classificativa à entrada da 20.a jornada, está em apertos após ter, nos últimos oito jogos a contar para a liga, perdido contra o Sheffield United e com o Manchester City, contando ainda um empate a zeros com o Liverpool.

 

City recebe último classificado

O Manchester City, onde jogam João Cancelo, Bernardo Silva e Rúben Dias, recebe por sua vez o Sheffield United, equipa que bateu os adversários da cidade na última jornada. Seria fácil dizer que o City tem uma grande vantagem e uma grande probabilidade de vencer esta partida, já que está neste momento no topo da tabela, e o Sheffield no fundo. Mas já foi possível verificar que, pelo menos na liga inglesa, isso nem sempre é um selo final na partida. O City, no entanto, traz um histórico que não deixa dúvidas sobre o bom momento que atravessa: desde novembro de 2020 que os citizens não sabem o que é perder e, na última jornada, golearam o West Bromwich por cinco a zero, com João Cancelo a marcar um dos golos da partida. O Sheffield, por seu turno, poderá procurar lucrar com a última vitória frente ao United.