Internacional

Países africanos aconselhados a acelerar preparativos para receber vacina contra a covid-19

O continente africano vai receber as primeiras doses da vacina contra a covid-19 através da Covax. A iniciativa pretende distribuir 337 milhões de vacinas a 145 países de médio e baixo rendimento.


Os país africanos devem "aumentar a prontidão e finalizar os seus planos nacionais de vacinação", afirmou esta quinta-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS), depois de ter sido anunciado que as primeiras doses da vacina irão chegar ao continente em fevereiro.

"Este anúncio permite aos países afinar o seu planeamento para as campanhas de imunização covid-19. Exortamos as nações africanas a aumentarem a prontidão e a finalizarem os seus planos nacionais de vacinação", disse a diretora regional da OMS para África, Matshidiso Moeti.

O continente africano vai receber as primeiras doses da vacina contra a covid-19 através da Covax – uma iniciativa da OMS e da Aliança para o Acesso às Vacinas (GAVI) que pretende fornecer vacinas a países de médio e baixo rendimento. O objetivo é distribuir cerca de 337 milhões de vacinas a 145 países, sendo que a Covax estima começar a enviar os primeiros 90 milhões no final de fevereiro/início de março.

"Processos de regulamentação, sistemas de cadeia de frio e planos de distribuição têm de estar em vigor para garantir que as vacinas sejam expedidas em segurança dos portos de chegada até aos locais de imunização. Não podemos permitir-nos desperdiçar uma única dose", alertou Moeti.