Politica

Moção de confiança em Rodrigues dos Santos vai ser decidida por voto secreto

Conselho Nacional do CDS marcado por muita tensão e pela saída inesperada de Mesquita Nunes.


O presidente da da Mesa do Conselho Nacional do CDS afirmou que a moção de confiança vai ser por voto secreto.

Filipe Anacoreta Correia explicou que não se vai opor à vontade expressa pelas duas partes, ous seja Adolfo Mesquita Nunes, que abandonou a reunião, e pelo líder Francisco Rodrigues dos Santos, que propôs a moção.

A reunião do Conselho Nacional segue repleta de tensão e troca de críticas, e resta ainda saber se Adolfo Mesquita Nunes irá regressar à sala, agora que após muitos avanços e recuos ficou definido que o voto será secreto, como sempre defendeu.