Internacional

Houston celebra vida de George Floyd com mural pintado na estrada

Mural foi pintado ao longo da estrada onde se localiza a escola secundária Jack Yates, onde estudou George Floyd. 


A terra natal de George Floyd decidiu homenageá-lo com um mural pintado ao longo da estrada onde se localiza a escola secundária Jack Yates, em Houston no estado norte-americano do Texas.

"Viemos para celebrar a vida e o legado do herói da nossa cidade natal, o Sr. George Floyd", celebrou Carl Davis, presidente da Houston Society for Change, durante a cerimónia dedicada à vitima de crime racial, que decorreu este fim de semana.

O mural foi criado pelo artista Jonah Elijah, um dos ex-alunos da escola secundária, com a ajuda de vários voluntários, e foi escolhido por captar "a vida negra na América e abordar questões polémicas que afetam a comunidade afro-americana".

Um dos símbolos que liga o mural a George Floyd é o número 88, pois era este o número que o representava nos jogos de futebol americano na escola que frequentou.

Recorde-se que George Floyd, afro-americano, de 46 anos, morreu, no dia 25 de maio de 2020, na sequência de uma agressão por parte de polícia em Minneapolis, quando este se ajoelhou no pescoço de Floyd deixando-o sem respirar.

O mural para George Floyd foi encomendado pelo comissário do condado de Harris e por duas organizações ligadas ao ativismo social: Houston Society for Change e 88 C.H.U.M.P, sendo a segunda uma organização sem fins lucrativos criada pelos companheiros de futebol de Floyd.

O presidente da Houston Society for Change assinala a vida de Floyd como uma “luz guia” para a comunidade, acrescentando ainda que era importante que o mural fosse colocado à frente da escola "para inspirar os alunos e dar voz à luta pela justiça social em Houston e no mundo".

O comissário do condado de Harris, Rodney Ellis, também referiu, no discurso de inauguração do mural, que este momento é ainda mais importante por ser realizado no mês da História Negra nos Estados Unidos.

"É importante para todos nós ... dizer o nome de George Floyd", salientou Ellis. “Mas não paramos por aqui. A justiça criminal na América e no condado de Harris está repleta de racismo, está repleta de injustiças e há muitas pessoas que se parecem com George Floyd que caminham para a prisão do condado quando deveriam estar noutro lugar”, admitiu.

Já o prefeito de Houston, Sylvester Turner, admitiu que “por causa da sua vida e morte, mudanças estão a acontecer... em todo o país. Mesmo aqui na cidade de Houston, estamos a melhorar as nossas atitudes e escolhas."

 

 

 

 

 

Os comentários estão desactivados.