Sociedade

Carmen Dolores "continuará connosco, no palco da memória"

Chefe do Governo reagiu à morte de Carmen Dolores. 

O primeiro-ministro, António Costa, reagiu, esta terça-feira, à morte da atriz Carmen Dolores.

"Era uma atriz de uma delicadeza rara, modesta para quem tão admiravelmente marcou o teatro português e inspirou nos outros o gosto pelo teatro", escreveu Costa, numa publicação partilhada no Twitter.

"Carmen Dolores, a atriz que amava a palavra, deixou-nos. Continuará connosco, no palco da memória", acrescentou.

De realçar que Carmen Dolores morreu hoje aos 96 anos. Carmen Dolores, também co-fundadora da Casa do Artista, nasceu em Lisboa, a 22 de abril de 1924 e a sua carreira com mais de 60 anos ficou marcada pela rádio e pela declamação de poesia, além dos trabalhos no teatro, televisão e cinema.