Desporto

Espumante Ferrari substitui champanhe nas celebrações no pódio da Fórmula 1

Daqui a três semanas, o vencedor do Grande Prémio no Barém vai celebrar com uma garrafa de espumante - momento que irá quebrar uma tradição antiga na Fórmula 1.

A partir deste ano, a habitual chuva de champanhe nos pódios dos Grandes Prémios de Fórmula 1 já não vai saber ao mesmo. O promotor principal da prova de automobilismo fez um contrato de três anos com a fabricante de espumante e de vinho branco italiano Ferrari Trento.

Daqui a três semanas, o vencedor do Grande Prémio no Barém vai celebrar com uma garrafa de espumante - momento que irá quebrar uma tradição antiga na Fórmula 1.

Desde 1950, que os pilotos recebem e abrem uma garrafa de champanhe quando sobem ao pódio. Mas foi em 1966, na cerimónia de entrega de prémios de Jo Siffert nas 24 de Le Mans que a rolha de champanhe saltou inesperadamente, molhando o público. O episódio tornou este momento icónico e posteriormente uma tradição da Fórmula 1.