Vida

Atriz Jameela Jamil pensou em "tirar" a própria vida devido a "campanha de mentiras e ódio" de Piers Morgan

A atriz revelou o que passou em fevereiro de 2020 com as declarações inflamáveis que Piers Morgan disse sobre si. 

A atriz e apresentadora Jameela Jamil revelou no Twitter que já tinha pensado em acabar com a “própria vida” devido ao que chamou de uma “campanha incansável de mentiras e ódio” contra si, levada a cabo por Piers Morgan, em fevereiro de 2020.

Agora, depois do afastamento do apresentador do programa Good Morning Britain, Jameela Jamil disse estar “grata por estar viva por várias razões”, e que espera que “nunca mais precisemos de ver pessoas de minorias [Alex Beresford] irem a programas de informação conhecidos e a terem ainda que defender o direito a serem tratados com respeito e dignidade (...) Tudo isto enquanto estão a ouvir gritos deste homem [Piers Morgan]".

Já na rede social Instagram, Jameela Jamil publicou uma fotografia da publicação que fez no Twitter e na descrição disse que está "mais segura, mais feliz e com esperança no futuro dos media, que estão a aprender com o que aconteceu com Britney Spears e agora com Meghan, que existe uma linha de padrão ético que o público seguirá". 

A atriz apelou para que quem leia ou ouça algo negativo sobre uma mulher da esfera pública, seja atriz, cantora, desportista, que procure meios credíveis e com fontes para expor os factos e que não o faça através de pessoas “misóginas” que lucram com a humilhação e a dor das mulheres. 

Recorde-se que Piers Morgan apresentou o pedido de demissão ao canal de televisão britânico ITV, no entanto, segundo a imprensa, o canal já estaria a ponderar o seu afastamento.

O ex-apresentador do Good Morning Britain é conhecido pelas suas declarações implacáveis.