Internacional

Grécia volta a tremer uma semana depois do primeiro abalo

Não há relatos de danos materiais. 


A Grécia voltou a tremer, esta sexta-feira, com um sismo de magnitude de 5,2 na escala de Richter, às 14h47 locais (12h47 em Lisboa), a uma profundidade de 8,5 quilómetros e a 16 quilómetros a sudoeste da cidade de Elassona, na região da Tessália, na Grécia, segundo o Instituto Geodésico de Atenas. O epicentro deste sismo foi idêntico ao do terramoto que aconteceu na quarta-feira da semana passada. 

Não há relatos de danos materiais, ainda que muitos edifícios da área tivessem sido afetados em maior ou menor grau pelo primeiro abalo da terra.

O sismo que ocorreu na quarta-feira da semana passada atingiu Atenas, Pátras, Mesolóngi e Salónica e deixou mais de 400 famílias sem teto, contudo, não se registaram vítimas mortais.

Horas depois do primeiro sismo na quarta-feira passada, já ocorreram dezenas de réplicas. No dia seguinte, um segundo terramoto de magnitude 5,2 estremeceu a mesma área, porém os especialistas afastaram a possibilidade de se tratar de um sismo secundário, visto que foi causado por uma falha ainda por conhecer.