Internacional

Duas semanas após visita do Papa, Iraque regista novo máximo diário de casos de covid-19

Na visita histórica – foi a primeira vez que um Papa visitou o Iraque –, Francisco viajou por todo o país e celebrou missas e orações no meio de centenas de pessoas. 


O Iraque registou, esta quarta-feira, 5.663 casos do novo coronavírus. Este é o valor mais alto registado desde o início da pandemia no país e surge cerca de duas semanas após a visita do Papa Francisco.

Segundo dados do Ministério da Saúde iraquiano, já foram registados 768.352 contágios e 13.827 pessoas morreram devido a complicações associadas à covid-19, 33 das quais nas últimas 24 horas. De salientar que o país tem cerca de 40 milhões de habitantes e são realizados perto de 40 mil testes diariamente.

Apesar do aumento de casos, o governo anunciou, na terça-feira, um aliviar do recolher obrigatório instaurado há algumas semanas.

O Papa Francisco visitou o Iraque entre os dias 5 e 8 de março. Na visita histórica – foi a primeira vez que um Papa visitou o Iraque –, Francisco viajou por todo o país e celebrou missas e orações no meio de centenas de pessoas. 

De acordo com a agência France-Presse (AFP), em muitas destas concentrações, como diariamente no país, muitas pessoas não utilizavam máscara.