Internacional

Mais perto do fim: Britânicos já se podem juntar em grupos de seis pessoas ao ar livre

O Reino Unido está a levantar aos poucos o confinamento. Boris Johnson avisou hoje os britânicos que é necessário manter a cautela "pois os casos estão a aumentar em toda a Europa e novas variantes ameaçam o nosso plano de vacinação".

O primeiro passo para o desconfinamento britânico foi dado. A partir desta segunda-feira, os ingleses já podem juntar-se em grupos de seis pessoas ao ar livre e podem retomar a prática de desportos em espaços abertos, como ténis, golfe ou natação.

Contudo, as restrições mantêm-se: continua a ser proibido pernoitar fora da residência principal, ainda que não existam instruções claras sobre a distância que se pode viajar dentro do Reino Unido, e também a suspensão de convívios de agregados familiares diferentes dentro de casa.

Até dia 12 de abril, o comércio não essencial vai continuar fechado e os restaurantes e cafés só poderão servir dentro do seu espaço a partir de 17 de maio, momento em que o Governo admite levantar as restrições de viagem para o estrangeiro.

Visto que o programa de vacinação está a correr a toda a velocidade, o primeiro-ministro, Boris Johnson, espera levantar totalmente o confinamento em 21 de junho, autorizando os eventos com público como concertos e jogos de futebol.

Contudo, Boris Johnson avisou hoje os britânicos que é necessário manter a cautela "pois os casos estão a aumentar em toda a Europa e novas variantes ameaçam o nosso plano de vacinação".

Já as outras regiões do Reino Unido - Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte - estão a adotar medidas semelhantes, mas com datas diferentes.

No País de Gales, milhares de pessoas rechearam os praias e parques naturais neste sábado, após as autoridades suspenderem as restrições de viagem que estavam em vigor desde dezembro do ano passado.

Com uma nova vaga de infeções do novo coronavírus em alguns países da Europa, com França, Alemanha ou Polónia, o Governo britânico decidiu passar a exigir testes rápidos a profissões que, até ao momento, não precisam de realizar a quarentena, como camionistas ou tripulações de avião que cheguem do estrangeiro.

O ministro da Cultura, Oliver Dowden, afirmou à BBC, neste domingo, que as etapas do desconfinamento "poderão ser atrasadas se a situação se deteriorar".