Sociedade

Responsável da EMA confirma "ligação" entre vacina da AstraZeneca e coágulos sanguíneos

“Podemos dizer agora, é claro que existe uma ligação com a vacina. O que provoca essa reação, porém, ainda não sabemos”, disse Marco Cavaleri.

Informação avançada por um responsável da EMA deverá resultar numa atualização sobre a administração da vacina por parte da Agência Europeia do Medicamento.

O responsável pela estratégia de vacinas da Agência Europeia do Medicamento (EMA) reconheceu, em declarações ao jornal italiano Il Messaggero, que existe "uma ligação" entre a vacina da AstraZeneca e os casos de coágulos sanguíneos, que surgiram em algumas das pessoas que receberam o fármaco.

“Podemos dizer agora, é claro que existe uma ligação com a vacina. O que provoca essa reação, porém, ainda não sabemos (...) Resumindo, nas próximas horas vamos dizer: 'Existe uma ligação, mas ainda temos que perceber como isso acontece", afirmou Marco Cavaleri.

Sublinhe-se que as declarações do responsável da EMA surgem depois de vários relatos de aparecimento de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas contra a covid-19 com a AstraZeneca, que nalguns casos se revelaram fatais.

Na sequência da polémica, vários países interromperam a vacinação com este fármaco, ainda que a maior parte já a tenha retomado. Houve ainda alguns territórios que voltaram a suspendar a administração desta vacina.

Portugal inicalmente suspendeu a vacina da AstraZeneca, mas dias depois voltou a administrá-la em pessoas de todas as idades.