Internacional

Reuters vai ter uma mulher como editora-chefe pela primeira vez

Alessandra Galloni será a primeira mulher a ocupar o cargo de editora-chefe da agência de notícias com 170 anos de história.

A agência de notícias Reuters vai ter uma mulher a assumir o cargo de editora-chefe pela primeira vez em 170 anos de história. A jornalista italiana Alessanda Galloni vai substituir Stephen J. Adler, anunciou a empresa, que conta com mais de dois mil jornalistas em todo o mundo.

Adler declarou no passado mês de janeiro a sua intenção de deixar as funções de editor-chefe, o que, segundo a Reuters, levou a "um exaustivo processo de seleção global".

A escolhida, Alessandra Galloni, no início da sua carreira chegou a integrar os serviços da Reuters em Itália. A jornalista, de 47 anos, trabalhou durante 13 anos no Wall Street Journal, como repórter e editora em Londres, Paris e Roma. Viria a regressar à Reuters em 2013.

Antes da nomeação para editora-chefe, assumia o cargo de editora-executiva global, uma das principais adjuntas de Stephen Adler.

"Durante 170 anos, a Reuters estabeleceu um padrão de uma informação independente, de confiança e global", afirmou Alessandra Galloni, num comunicado. "É uma honra liderar uma redação de classe mundial cheia de jornalistas talentosos, dedicados e inspiradores".

Alessandra Galloni irá assumir as novas funções na próxima segunda-feira, dia 19 de abril.