Politica

Francisco Louçã atira-se ao Chega

Conselheiro de Estado criticou a manifestação do Chega. 


O ex-coordenador do Bloco de Esquerda Francisco Louçã acusou André Ventura “irresponsabilidade”.

O conselheiro de Estado criticou a manifestação do Chega e lamentou que não tenham sido respeitadas as regras para prevenir a pandemia. André Ventura “aglomerou a sua gente na rua mais estreita que encontrou no Bairro Alto, exibindo-se sem máscara. Registando-se em Portugal 17 mil mortos e havendo centenas de novos casos todos os dias, continuando a pressão da pandemia, este sinal de irresponsabilidade é o estilo daquele partido”, escreveu, na sua página do Facebook, Francisco Louçã.

Num texto intitulado “Os negacionistas desceram à rua”, Francisco Louçã escreve que os outros partidos “comportam-se de forma diferente, respeitando as normas de prudência”. O Bloco de Esquerda “faz a sua convenção em maio com pouco mais de 300 delegados e delegadas. O PS faz o seu congresso em meados de julho com menos de 200 pessoas em cada sala em cidades diferentes e ligados por um sistema de zoom”, escreve o conselheiro de Estado e ex-deputado do Bloco de Esquerda.