Sociedade

Pela segunda vez esta semana, Portugal não reporta mortes por covid-19. Rt e incidência descem

No dia em que não houve reporte de mortes devido à covid-19, os internamentos também se mantiveram inalterados. O Norte voltou a ser a região onde foram diagnosticados mais novos contágios, com mais de 200 casos de infeção. A incidência e o RT desceram.

Pela segunda vez em 2021, Portugal registou um dia sem mortes devido à covid-19. O país não tinha registado qualquer morte causada pela doença na segunda-feira, 26 de abril, e hoje aconteceu o mesmo. Até então era preciso recuar até ao dia 3 de agosto para encontrar um dia sem vítimas mortais devido ao novo coronavírus.

Os dados divulgados pelo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, esta sexta-feira, revelam ainda que foram diagnosticados 460 novos casos de infeção. Assim, o número de vítimas mortais desde o início da pandemia mantém-se inalterado face a ontem (16.974) e o número de infetados subiu para 836.493.

O Norte voltou a ser a região com mais novos casos registados: foram reportados 212 contágios nas últimas 24 horas. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo com 133, o Centro com 41, o Algarve com 37 e o Alentejo com dez. Nos arquipélagos da Madeira e dos Açores há 15 e 12 novas infeções, respetivamente.

O número de internados devido à doença também não sofreu qualquer alteração. Tal como ontem, estão hospitalizadas 324 pessoas com covid-19. Destas, 89 estão em Unidades de Cuidados Intensivos – as mesmas do que no último balanço.

Por outro lado, 512 pessoas recuperaram da doença, elevando o total de recuperados desde o início da pandemia para 795.838

Há agora 23.681 casos ativos de covid-19 no país, menos 52 do que ontem, e as autoridades de saúde têm 24.100 contactos em vigilância.

O boletim de hoje traz uma atualização da incidência e do índice de transmissibilidade R(t) no país.

A incidência nacional desceu ligeiramente para 66,9 casos de infeção por 100 mil habitantes. Na última atualização, era de 69,3 casos por 100 mil habitantes. Quando considerado apenas o território continental, a incidência é de 64,3 casos de infeção por 100 mil habitantes e era de 66,5.

Também o R(t) nacional registou uma ligeira descida de 1,00 para 0,98. Quando considerado apenas o território continental, o R(t) também era de 1,00 e, à semelhança do valor a nível nacional, é agora de 0,98.

A DGS atualizou também os dados relativos à evolução da pandemia nos diferentes concelhos do país, sendo possível perceber que há agora 41 concelhos com mais de 120 novos casos de infeção por 100 mil habitantes - o limite de incidência estabelecido pelo Governo e que pode definir as regras a aplicar nas próximas semanas. O concelho onde a situação é mais grave é Odemira, com 562 casos por 100 mil habitantes, concelho onde o Executivo decidiu impôr duas cercas sanitárias, nas freguesias de São Teotónio e de Longueira-Almograve.

Consulte aqui o boletim na íntegra.