Sociedade

Mais de 150 pessoas impedidas de passar cerca sanitária em Odemira por não apresentarem teste negativo à covid-19

No total foram fiscalizados 792 trabalhadores na cerca sanitária de São Teotónio e Longueira-Almograve.

Mais de 150 pessoas impedidas de passar cerca sanitária em Odemira por não apresentarem teste negativo à covid-19

A Guarda Nacional Republicana (GNR) impediu, esta segunda-feira de manhã, 155 pessoas de entrarem nas freguesias de São Teotónio e Longueira-Almograve, em Odemira, por não apresentarem um teste negativo à covid-19.

"Foi rejeitada a entrada a 155 trabalhadores por não apresentarem teste negativo [à covid-19] no momento da fiscalização", revelou fonte do Comando Territorial de Beja à agência Lusa.

No total foram fiscalizados 792 trabalhadores na cerca sanitária das duas freguesias, entre as 5h e as 10h. Das pessoas fiscalizadas, 689 eram trabalhadores de empresas sazonais com atividade no interior da cerca sanitária e de 103 trabalhadores de outras profissões.

Já entre as 5h e as 17h de domingo, tinham sido fiscalizados 535 trabalhadores de empresas com atividade no interior da cerca, dos quais 55 tiveram entrada rejeitada por não apresentarem um teste negativo. 

Os comentários estão desactivados.