Vida

"Vejam o que aquilo fez com a minha mãe". Príncipe Harry revela os motivos que o levaram a abandonar a família real

O príncipe revelou que começou a "fantasiar" com uma vida normal aos 20 anos.

O príncipe Harry revelou, esta quinta-feira, os motivos que o levaram a abandonar a família real. No podcast “Armchair Expert”, de Dax Shepard e Monica Padman, onde o tema de conversa era a saúde mental e a importância da terapia, o filho mais nova da princesa Diana e do príncipe Carlos contou que começou a “fantasiar” que tinha uma vida normal, com uma mulher e um filho, quando estava nos seus 20 anos.

Quando questionado sobre o que seria uma vida normal e sobre as suas obrigações e viagens como membro da realeza por todos os países da Commonwealth, Harry afirmou que era “trabalho” e tinha de “sorrir e aguentar”, mas não queria “aquilo” para o seu futuro.

“É o trabalho, certo? Sorri e aguenta, vai em frente”, começou por contar. “No início dos meus 20 anos, já era um caso de ‘não quero este trabalho, não quero estar aqui, não quero fazer isto’. Vejam o que aquilo fez à minha mãe”, contou o príncipe, agora com 36 anos.

“Como é que eu vou assentar, ter uma mulher e uma família quando sei que isso vai acontecer novamente? Porque eu sei, eu vi atrás da cortina. Eu vi o modelo de negócios, eu sei como funciona a operação, e não quero fazer parte disso”, continuou.

O príncipe falou ainda abertamente sobre a sua saúde mental e a experiência na terapia, confessando que procurou ajuda médica quando a sua “bolha estourou”.

“Tirei a minha cabeça da areia, sacudi e estava bem. Tens esta posição de privilégio, para de reclamar, para de pensar que queres fazer algo diferente e faz diferente”, afirmou.

“Porque não podes sair. Então como é que vais fazer algo diferente? Como é que vais deixar a tua mãe orgulhosa? Como é que vais usar esta plataforma para realmente fazer uma mudança e ser capaz de dar às pessoas essa confiança para serem capazes de mudar a sua vida?”, disse.