Politica

Sondagem: Chega continua sempre a subir desde as legislativas

O partido de André Ventura consolida o terceiro lugar no Barómetro da Eurosondagem-Grupo Libertas para o Nascer do SOL, com a particularidade de registar sempre uma tendência de subida na intenção de voto dos portugueses desde as legislativas de outubro de 2019.


Sempre a subir no Barómetro da Eurosondagem-Grupo Libertas  para o Nascer do SOL desde as legislativas de outubro de 2019 – ou seja, um ano e  sete meses volvidos –, o Chega de André Ventura atinge pela primeira vez neste mês de maio a barreira dos 8,0% na intenção de voto dos portugueses.

O partido mais à direita do Parlamento consolida-se, assim, como terceira força política mais votada (só atrás do PS de António Costa e do PSD de Rui Rio), com mais 1,4% do que o BE de Catarina Martins (6,6%) e mais 3% do que o PCP_de Jerónimo de Sousa (5,0%). O CDS de Francisco Rodrigues dos Santos (2,5%), o PAN_ neste barómetro ainda liderado por André Silva (2,4%) e a Iniciativa Liberal de Cotrim Figueiredo (2,2%) estão remetidos para liga dos pequenos partidos.

Já quanto aos maiores partidos, o PS volta a cavar o fosso em relação ao PSD, com o partido do Governo a crescer na intenção de voto dos portugueses enquanto o principal partido da Oposição volta a baixar – ou seja, se as eleições legislativas fossem agora, António Costa estaria no limiar da maioria absoluta.

Quanto à popularidades dos principais protagonistas políticos, o Presidente Marcelo e o primeiro-ministro e líder do PS continuam francamente em alta, enquanto Catarina Martins, Cotrim Figueiro e André Silva estão no polo oposto.

 

Perante as eleições autárquicas, e também a importância que os imigrantes hes dão, acha que o Governo deve apoiar mais a imprensa regional?

Sim – 58,8%
Não – 18,7%
Não sabe / não responde – 22,5%

Acha que em termos de combate à covid-19 e à saúde em geral o Estado deve apoiar-se também nos setores social e privado?

Sim – 63%
Não – 17,3%
Não sabe / não responde – 19,7%

O Governo deve marcar as autárquicas quando?

Mais tarde - 69%
Mais cedo - 14,8%
Não sabe / não responde – 16,2%

Como vê a atuação do Presidente da República?

Marcelo Rebelo de Sousa: +70,6%

Como votaria se as eleições legislativas fossem hoje?

PS: 39,4% (+0,2%)
PSD: 27,4% (-0,4%)
Chega: 8,0% (+0,3%)
Bloco de Esquerda: 6,6% (+0,2%)
CDU: 5,0% (-0,4%)
CDS: 2,5% (+0,2%)
PAN: 2,4% (-0,1%)
Iniciativa Liberal: 2,2% (+0,4%)

Como vê a atuação dos líderes politicos?

António Costa: +45,0%
Rui Rio: +22%
Jerónimo de Sousa: +4,4%
André Ventura: +4,0%
Francisco Rodrigues dos Santos: +1,0%
Catarina Martins: -3,2%
Cotrim Figueiredo: -8,0%
André Silva: - 10,8%

 

FICHA TÉCNICA: Estudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem com para o jornal O SOL, Porto Canal, Açoreano Oriental, Diário de Aveiro, Diário Insular dos Açores, Diário de Coimbra, Diário de Leiria, D.N. Madeira, Diário de Viseu, Oeiras Actual (C.M.Oeiras) e Setubalense com o patrocínio do Grupo Libertas de 10 a 13 de Maio de 2021. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa. O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e Regiões Autónomas. Amostra estratificada por Região, e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária. Foram efetuadas 1181 tentativas de entrevistas e, destas, 173 (14,6%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. Foram validadas 1008 entrevistas. O erro máximo da Amostra é de 3,09%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Lisboa, 14 de Maio de 2021. O Responsável Técnico da Eurosondagem Rui Oliveira Costa