Sociedade

Covid-19. Número de internados e de contactos sob vigilância sem alterações nas últimas 24 horas

Lisboa e Vale do Tejo continua a registar mais de metade dos novos casos reportados pela DGS. As duas mortes ocorreram em Lisboa e no Centro. 


O vírus SARS-coV-2 infetou mais 612 pessoas e vitimizou duas, nas últimas 24 horas. Agora, Portugal contabiliza 852.646 casos e 17.034 mortes desde o início da pandemia, em março de 2020.

O número de internados não modificou, continuando com 265 infetados nos hospitais portugueses, dos quais 52 estão a receber tratamentos nos Cuidados Intensivos, mais um em relação a sábado.

De acordo com o boletim epidemiológico da DGS deste domingo, Lisboa e Vale do Tejo concentra mais de metade dos novos casos registados (340). De seguida, o Norte, que não chegou a reportar 200 novos contágios (151), o Centro, sem atingir as 50 infeções (49), o Algarve (30) e o Alentejo (19).

Já nas regiões autónomas, os Açores reporta 21 novas infeções e a Madeira apenas duas.

As duas mortes declaradas no boletim da DGS ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo e no Centro.

O número de contactos sob vigilância também não se alterou, nas últimas 24 horas, havendo ainda 25.398 pessoas a serem seguidas pelas autoridades de saúde.

Mais 257 pessoas recuperaram da doença, elevando o valor total de recuperados para 811.897. Portugal tem, neste momento, 23.715 casos ativos.

Os indicadores relativos à taxa de incidência e ao risco de transmissibilidade só serão novamente atualizados pela DGS na segunda-feira, pelo que se mantêm os valores de ontem.

Assim, a incidência nacional é de 69,8 casos de infeção por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Considerando apenas o território continental é de 67,5. Sublinhe-se que ambos os valores subiram, na sexta-feira, face à atualização anterior que tinha sido feita na quarta-feira.

Já o Rt nacional situa-se agora nos 1,08, nos dados anteriores era de 1,07, mas quando o critério é apenas o continente o risco aumentou de 1, 08 para 1,10.

Consulte aqui o boletim da DGS de 06 de junho de 2021