Politica

Sondagem. PSD mais longe do PS e Bloco dá trambolhão

Socialistas chegam aos 40% no barómetro da Eurosondagem/Grupo Libertas e cavam fosso para os sociais-democratas, enquanto liberais passam os centristas na intenção de voto dos portugueses. E o Chega reforça a condição de terceira força política, com o BE a cair 1,1%.


Apesar dos tempos não estarem fáceis para o Governo de António Costa, o PS volta a subir na intenção de voto dos portugueses e atinge a barreira dos 40%, ficando no limiar de uma maioria absoluta, segundo barómetro da Eurosondagem / Grupo Libertas para o Nascer do SOL. 

Os socialistas beneficiam de nova ligeira descida do PSD para cavarem o fosso em relação ao partido liderado por Rio Rio – agora em quase 13 pontos percentuais.

Continuando a registar sempre ligeiras subidas desde as legislativas de outubro de 2019, o Chega de André Ventura sobe para 8,4% e reforça a condição de terceira força política nacional, aumentando a vantagem sobre o BE de Catarina Martins, que cai mais de um ponto percentual, para 5,5%, vendo o PCP (que se mantém com 5%) ficar a apenas a meio ponto. Entre os partidos mais pequenos, a novidade está na passagem do IL de João Cotrim Figueiredo (2,7%) para a frente do CDS de Francisco Rodrigues dos Santos (2,5%). 

Já em matéria de popularidade dos líderes políticos, não há alterações de maior, sendo que André Silva se despede da liderança do PAN em perda e com um saldo claramente negativo.

O barómetro considera ainda que as autárquicas devem ter uma leitura nacional, está pessimista em relação à revitalização do turismo e acha que a UE tem sido demasiado branda com a Bielorrússia.

 

FICHA TÉCNICA: Estudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem com para o jornal NASCER DO SOL, Porto Canal, Açoreano Oriental, Diário de Aveiro, Diário Insular dos Açores, Diário de Coimbra, Diário de Leiria, D.N. Madeira, Diário de Viseu, Oeiras Actual (C.M.Oeiras) e Setubalense com o patrocínio do Grupo Libertas de 30 de maio a 3 de junho de 2021. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa. O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e Regiões Autónomas. Amostra estratificada por Região, e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária. Foram efetuadas 1190 tentativas de entrevistas e, destas, 169 (16,6%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. Foram validadas 1021 entrevistas. O erro máximo da Amostra é de 3,07%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Lisboa, 4 de Junho de 2021.O Responsável Técnico da Eurosondagem Rui Oliveira Costa