Vida

Jay-Z processa fotógrafo que contratou nos primeiros momentos da carreira

O desacordo entre os dois nasceu quando Jonathan Mannion decidiu lucrar durante vários anos com a venda das fotografias que captou do rapper.


Jay-Z vai processar um fotógrafo que contratou no início da sua carreira pelo facto de este ter vendido fotografias suas durante anos sem autorização.

O marido de Beyoncé contratou o fotógrafo Jonathan Mannion em meados dos anos 90, tendo feito várias sessões fotográficas, entre as quais a que originou a imagem icónica em que Jay-Z aparece de chapéu, fato e charuto, e que é capa do seu álbum de estreia “Reasonable Doubt” em 1996.

O desacordo entre os dois nasceu quando Jonathan Mannion decidiu lucrar durante vários anos com a venda das fotografias que captou do rapper.

Jay-Z "nunca deu permissão a Mannion para revender nenhuma das imagens" e por isso decidiu processá-lo, segundo informa a revista The Rolling Stones.

"Jay-Z não autorizou Mannion a usar o seu nome, identidade ou personalidade para qualquer propósito. Mannion não tem direito legal de vender as imagens", cita a revista Rolling Stone, que diz ter tido acesso ao processo judicial.

O vencedor de um Grammy de Melhor Album Rap em 1999 já tinha pedido ao fotógrafo que parasse de vender as suas fotografias, mas Jonathan Mannion exigiu milhões de dólares em troca.