Sociedade

Ministério Público pede absolvição de Azeredo Lopes no caso Tancos

Procurador do MP pediu 10 anos de prisão para João Paulino, autor confesso do furto. 


O Ministério Público (MP) pediu, esta terça-feira, a absolvição de Azeredo Lopes, por considerar que não ficou provado em tribunal que o ex-ministro da Defesa praticou os crimes de que vinha acusado no caso do furto das armas de Tancos.

Segundo a agência Lusa, o procurador do MP Manuel Ferrão considerou que a conduta de Azeredo Lopes se pautou apenas por uma “omissão do ponto de vista ético” ao não diligenciar para que fosse levantado um processo disciplinar aos elementos da Polícia Judiciária Militar envolvidos.

O MP pediu ainda a condenação de 12 dos 23 arguidos no processo, nomeadamente entre os nove a dez anos de prisão – a pena mais grave pedida - para João Paulino, autor confesso do furto.

O procurador do MP pediu ainda penas de prisão suspensas para os elementos da Polícia Judiciária Militar e da GNR, nomeadamente para Vasco Brazão e para Luís Vieira, por considerar que o facto de serem condenados e sujeitos a este julgamento é suficiente para assegurar que não voltarão a cometer qualquer crime.