Sociedade

Portugal regista pico de novos casos e de óbitos por covid-19

Portugal tem 603 internados com covid-19 nos hospitais. Todas as regiões de Portugal registaram um aumento do número de novas infeções. Índice de transmissibilidade igual em Portugal e no território continental. 


Nas últimas 24 horas, o vírus SARS-coV-2 infetou mais 3.285 pessoas, valor mais elevado em quase cinco meses, e fez mais oito vítimas mortais, o número mais alto desde 8 de abril.

Segundo o boletim epidemiológico, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) esta quarta-feira, o país já confirmou 896.026 contágios e 17.126 óbitos desde o início da pandemia.

Depois de vários dias a subir, os internamentos diminuíram. Portugal tem agora 603 doentes covid hospitalizados, menos 10 face a terça-feira. Do total, 130 infetados encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, menos três do que ontem.

No geral, todas as regiões de Portugal, incluindo os arquipélagos, diagnosticaram um maior número de novas infeções em relação ao relatório de terça-feira.

Lisboa e Vale do Tejo reportou 52% do número total de novos contágios, segundo o boletim da DGS, tendo registado 1.717 dos 3.285. O mesmo também se reflete no número de mortes, tendo esta região confirmado quase todos os óbitos: sete das oito mortes deste boletim.

Já em relação às outras regiões do país, o Norte diagnosticou 821 novos casos, o Algarve 321, o Centro 290 (e também uma morte) e o Alentejo 75 novos contágios de covid-19. Nos Açores houve mais 37 novos casos e na Madeira mais 24.

Contudo, mais 1.507 pessoas deixaram de ter a doença ativa, elevando o total de recuperados para 838.642.

Neste momento, Portugal soma 40.258 casos ativos, um aumento significativo de 1.770, e as autoridades de saúde têm sob vigilância 67.055 contactos.

A DGS atualizou hoje os dados referentes à matriz de risco.

Quanto ao índice de transmissibilidade, o valor registado a nível nacional subiu para 1,20 – na última atualização era de 1,19 -, equiparando-se ao índice obtido apenas no território continental, que se manteve em 1,20.

Já a taxa de incidência aumentou em ambos os sentidos. Portugal tem uma incidência de 247,3 casos de infeção por cada 100 mil habitantes (na segunda-feira eram 224,6). Se tivermos apenas em conta os casos no território continental, a taxa de incidência é de 254,8 por 100 mil.

Consulte aqui na íntegra o boletim desta quarta-feira, dia 07 de julho.