Vida

Kendall Jenner processada em mais de um milhão de euros por violar contrato com marca italiana

A Liu Jo pede pelo menos 1,8 milhões de dólares de indemnização e alega que já pagou 1,35 milhões de dólares (1,14 milhões de euros) à modelo pela realização de uma campanha fotográfica em 2019. 


A modelo norte-americana Kendall Jenner foi processada em pelo menos 1,8 milhão de dólares (cerca de 1,5 milhão de euros) por violar os termos de um contrato que exigia a realização de duas sessões fotográficas com a marca italiana Liu Jo.

De acordo com a acusação da marca, apresentada na passada segunda-feira, no Tribunal Distrital de Manhattan, em Nova Iorque, a modelo, de 25 anos, conhecida por pertencer ao clã Kardashian, compareceu à primeira sessão de fotografias, mas falhou a segunda, que estava programada acontecer em março de 2020, mas foi adiada por causa da pandemia de covid-19. A marca ter-se-á oferecido para adiar a sessão fotográfica e usar as imagens para uma campanha posterior, mas Jenner "falhou várias vezes no que diz respeito a dar à Liu Jo respostas definitivas às propostas".

A Liu Jo pede pelo menos 1,8 milhões de dólares de indemnização e alega que já pagou 1,35 milhões de dólares (1,14 milhões de euros) à modelo pela realização de uma campanha fotográfica em 2019. A marca italiana exige agora ser reembolsada e que a modelo seja penalizada por não ter cumprido o contrato.

No entanto, segundo o porta-voz da The Society Management, agente de Kendall Jenner, a modelo “propôs continuamente à Liu Jo datas e locais alternativos para cumprir um acordo que foi forçada a adiar por causa da pandemia do coronavírus”. Em comunicado, citado pela imprensa internacional, o objetivo era o de “honrar os seus compromissos”.