Desporto

Jesus recebe Vitória na Luz com dois golos de vantagem

O Benfica recebe, esta terça-feira, o Spartak de Moscovo para a segunda mão da terceira pré-eliminatória da Champions.


De Norte a Sul da Europa, o futebol profissional vai regressando ao ativo, nas diferentes ligas. Por cá, a época já arrancou oficialmente, tal como na França e na Bélgica. Já esta semana é a vez de lugares como Inglaterra, Espanha e Alemanha. Para já, no entanto, as ligas europeias como a Liga Europa e a Liga dos Campeões estão também em andamento, com as fases de pré-eliminatórias.

O Benfica está frente-a-frente com o Spartak de Moscovo na terceira pré-eliminatória da liga milionária, e saiu da primeira mão, na capital russa, com uma vantagem de dois golos. Com um jogo da Primeira Liga pelo meio, onde as ‘águias’ bateram o Moreirense por 2-1, a segunda mão desta pré-eliminatória joga-se já amanhã, no Estádio da Luz. A moral está do lado do Benfica, que goza de dois golos de vantagem frente à equipa treinada por Rui Vitória, o técnico português que não tem tido uma vida fácil no Spartak, contando apenas uma vitória nos últimos quatro jogos.

Amanhã, Jorge Jesus poderá ficar um passo mais perto de estar na Liga dos Campeões e, caso sele a vitória frente ao Spartak, levará as ‘águias’ a jogo contra o PSV, ou contra o Midtjylland, dependendo de quem vença esse duelo.

Na mesma fase da Liga dos Campeões, vai ainda haver um outro confronto interessante. Trata-se do jogo entre o Rangers de Steven Gerrard e os suecos do Malmö. A equipa escocesa – que conquistou o campeonato nacional na temporada passada – não parece ter ainda afinado a pontaria nesta edição da Scottish Premiership, perdendo 1-0 frente ao Dundee United. Contra os suecos, os Rangers também foram incapazes de atingir a vitória, acabando por perder por duas bolas a uma, no terreno do Malmö.

 

Amigáveis de luxo

O Tottenham de Nuno Espírito Santo, que tomou as rédeas depois da partida de José Mourinho, enfrentou, no domingo, o Arsenal de Mikel Arteta, num dos últimos jogos de preparação antes do arranque oficial da Premier League.

As saudades de um jogo da mais competitiva liga de futebol profissional do mundo já apertavam, e a tarde de domingo foi o seguimento do seu gradual arranque. Se, no sábado, já o Leicester City de Ricardo Pereira se tinha sagrado campeão da Supertaça inglesa, frente ao Manchester City de Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva, domingo foi também dia de duelo de titãs.

O Tottenham acabou por vencer a partida, com um golo tardio de Son Heung-min, aos 79 minutos, dando a Nuno Espírito Santo um necessário empurrão emocional para começar a temporada, depois de uma atribulada época ao serviço do Wolverhampton – a última, por sinal. Já o Arsenal, que viveu também uma montanha-russa de emoções em 2020/21, terá que aprender com os erros e preparar-se para o arranque da temporada, que está marcado para este fim de semana, um pouco por toda a Inglaterra.