Economia

Descida do IVA pode salvar postos de trabalho

Conclusão da AHRESP.


“A descida temporária do IVA nos serviços de alimentação e bebidas pode evitar a crescente perda de milhares de postos de trabalho”. A afirmação é da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), que questiona se o Governo terá esta redução em conta no próximo Orçamento do Estado.

Com base em dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a AHRESP lembra que, no segundo trimestre deste ano, o Canal HORECA perdeu 32 400 postos de trabalho face ao período homólogo de 2020, quando a crise já se fazia sentir nestes setores. Por isso, a associação não tem dúvidas: “Este nível de desemprego, que podia ter sido evitado, poderá ser ainda estancado se a aplicação temporária da taxa reduzida do IVA se concretizar”.

A AHRESP recorda também um estudo apresentado no ano passado com a consultora internacional PwC, que concluiu “que a descida temporária do IVA impediria o encerramento de 10 mil empresas e a destruição de 46 mil postos de trabalho”, mas este estudo “previa uma quebra de 31,1% no volume de negócios entre 2019 e 2020, os dados oficiais do Governo revelaram uma quebra de 41%”.