Etiqueta

Etiqueta nas Reclamações Tradicionais

Na hora de reclamar, fazê-lo com etiqueta será sempre mais vantajoso para o consumidor reclamante. As 15 regras que deve seguir.


O ato de reclamar é um direito e dever que assiste a qualquer cliente/comprador em relação a empresas, produtos, marcas e serviços. Porém, é preciso saber reclamar.

Certifique-se que, antes de iniciar a sua reclamação, considerou algumas regras, como as 15 deixadas abaixo: 

1. Está a reclamar com a pessoa correta que o atendeu;
2. Seja sempre bem-educado, mantendo e promovendo as boas maneiras, mesmo que a pessoa com quem está a reportar a reclamação não o seja;
3. Sabe expor oralmente uma reclamação;
4. Analisou as causas da falha do produto/marca/serviço;
5. Não deve reclamar por tudo e por nada só porque tem mau feitio;
6. O seu motivo de reclamação é válido: verifique os prazos de troca nos recibos e faturas (comprovativos de compra e garantia);
7. A sua reclamação ainda está dentro do prazo determinado para ser formalizada; 
8. Esteja informado de que um certo direito já não caducou; 
9. Está seguro dos seus direitos enquanto consumidor: aquilo (direito) que muitas vezes se dá por adquirido pelo senso comum nem sempre o é;
10. Na dúvida, consulte e informe-se com um advogado especialista Direito do Consumidor ou com a DECO, para ficar descansado e agir em conformidade; 
11. Assegure-se que não teve conhecimento prévio do defeito;
12. Não existe nenhuma outra forma de evitar a reclamação;
13. Ponderou avançar efetivamente com a sua reclamação formal;
14. Sabe preencher o formulário do livro de reclamações corretamente;
15. Está a reclamar no momento oportuno;
 
Em alternativa, pode tentar negociar a sua reclamação para evitar estrear-se no livro de reclamações – é ainda bem mais prático e poderá ser mais rentável para si. 

Veja como proceder através destas quatro opções:
1. Não se deixe enganar por quem o atendeu e serviu e por aquilo que lhe disserem como argumento que conduza a uma não reclamação sua; 
2. Possibilidade de um desconto imediato na compra do produto;
3. Obter um desconto extra numa próxima compra;
4. Oferta de um voucher para uso futuro ou de cortesia para alguém a quem queira oferecer. 

Qualquer uma destas quatro opções dependerão de um conjunto de fatores essenciais, tais como: novo cliente ou cliente habitual/fidelizado; disponibilidade (tempo útil) do cliente e lojista; tipo de estabelecimento; ambiente de compra; tipo de compra; saldo; promoções; nível de serviços prestados; tempos de espera; utilidade da compra ou grau de confiança.