Sociedade

Suspeito de matar ex-amante com 10 golpes de catana nos Açores foca em prisão preventiva

Arguido acredita que a vítima usava técnicas de bruxaria para o prejudicar.


O homem, de 39 anos, detido na ilha de São Miguel, nos Açores, sob suspeita de ter matado uma mulher, sua ex-companheira, com uma catana vai ficar em prisão preventiva.

O suspeito foi presente esta sexta-feira a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa.

Recorde-se que a Polícia Judiciária (PJ) tinha anunciado a detenção do suspeito em causa na quinta-feira, que teria cometido o homicídio após perseguição automóvel e "motivado por sentimentos de vingança, por acreditar que a vítima usava técnicas de bruxaria para o prejudicar".