Opiniao

12 perguntas para uma noite eleitoral

Domingo é o dia da grande sondagem. Mais do que as escolhas para o poder local, vai ser importante avaliar o estado do país político. Eis algumas das perguntas que se colocam do ponto de vista da análise:


por Judite de Sousa

1. Estão ou não os portugueses eleitores satisfeitos com o PS e o Governo?

2. Os bons resultados da vacinação e os anunciados milhões da bazuca foram ou não determinantes na campanha eleitoral favorecendo os candidatos socialistas?

3. Um bom resultado do PS em que medida reflete a popularidade de António Costa e premeia a campanha que fez?

4. Do lado do PSD, o que irão refletir os resultados de domingo sobre a oposição dos social-democratas?

5. Em que medida o resultado do PSD em Lisboa irá determinar uma avaliação sobre o PSD em geral e a liderança de Rui Rio em concreto?

6. Irão estas eleições constituir-se como um escrutínio a Rui Rio?

7. No caso de um resultado inferior ao de 2017, o que irá fazer Rui Rio e dizer ao país?

8. Poderá na noite eleitoral Paulo Rangel avançar?

9. A CDU irá manter o número de Câmaras de há quatro anos?

10. O resultado em Lisboa irá revelar as dificuldades dos comunistas na maior câmara do país?

11. As mesmas questões colocam-se em relação ao Bloco de Esquerda: que leitura nacional dos resultados autárquicos?

12. Finalmente, domingo dar-nos-á indicações sobre a implantação do Chega e da Iniciativa Liberal.

Doze perguntas para uma noite eleitoral que se antecipa longa.