Opiniao

O que se está a passar na Armada é inaceitável

E eles aí estão de novo. Num esforço desesperado tentam contrariar o poder legítimo e democrático. Pretendem impedir a ascensão de Gouveia e Melo a CEMA. Porquê? Porque o conhecem bem e bem sabem do que ele é capaz… tão só isto


O Almirantado, manipulado pelo Almirantado na reforma, constitui-se como face visível dos ‘negacionistas’ que o que pretendem é impedir Gouveia e Melo de ser Chefe.

Tudo,  para tal, tem  feito… o admissível e o não admissível.

Conhecendo o terreno e os protagonistas, vão subindo a parada dos golpes na ânsia de o concretizar.

Perante um acordo, espúrio, mas que existe, utilizando técnicas de contrainformação e do terrorismo causam dano  irreversível ao relacionamento democrático entre a Armada e o Governo da República.

O Comandante Supremo, o Presidente da mesma República deixou-se instrumentalizar e… como na gíria se diz… siga a Marinha.

O mais recente acontecimento é bem demonstrativo do método e processos utilizados.

De acordo com a lei e as boas práticas, para além das conversas prévias entre o chefe do Governo e o Presidente da República, que as houve e várias, oficialmente o assunto só surge quando o primeiro-ministro, munido, da Resolução do Conselho de Ministros que propõe a exoneração de um Chefe e a sua substituição por outro, a apresenta ao PR.

Este é assim o facto consumado.

Dizem a lei e as boas práticas que um processo deste se deve iniciar com um mês de antecedência.

Porquê?

Por existir um conjunto de procedimentos a cumprir e a desenvolver com tranquilidade e tempo.

Foi o que parece ter sido feito com a chamada pelo ministro do CEMA.

Mas alguém estava esperando o ‘tiro de partida’  para novas ações de ataque.

Quem o deu?

Será fácil adivinhar pois o interesse na agitação situa-se num grupo restrito de interesse e interessados.

E eles aí estão de novo… com intervenções permanentes, intrigas, desinformação e até entrevistas de primeira página…

Num esforço desesperado tentam  de forma inacessível contrariar o poder legítimo e democrático.

Mas pergunta-se porquê ?

Ainda não aceitando as recentes alterações democráticas em duas leis fundamentais da República, pretendem objetivamente impedir a ascensão de Gouveia e Melo a CEMA.

Porquê?

Porque o conhecem bem e bem sabem do que ele é capaz… tão só isto.

Estão dispostos a tudo fazer, a tudo e a todos utilizar só porque anteveem o que virá a acontecer.

Tentam há muito tempo para que tal não venha a suceder porque sabem que com Gouveia e Melo terá finalmente fim a Monarquia na Armada e será implantada a República.

A alta nobreza (duques, marqueses, condes e barões) será circunscrita ao Museu da Marinha e ao Arquivo Histórico. 

Esta é , em nome da Verdade, a única questão presente, o resto é manipulação, desinformação ou como afirmou alguém… será só fumaça.

A República exige Verdade e Transparência e exige-se aos Democratas que as pratiquem.

Perante os protagonistas presentes todo o cuidado será pouco.

Agora sim justifica-se que Gouveia e Melo tenha proteção pessoal com guarda-costas da PSP.