Internacional

Polícia norueguesa diz que autor de ataque com arco e flechas já tinha sido sinalizado como "radical"

Homem já era conhecido das autoridades. 


O dinamarquês que, esta quarta-feira, atacou várias pessoas com um arco e flechas, na Noruega, causando cinco vítimas mortais, “converteu-se ao Islão” e já tinha sido sinalizado pela polícia como “radical”.

“Anteriormente, já havia preocupações sobre o homem ter sido radicalizado”, revelou o chefe da polícia norueguesa, Ole B. Saeverud, esta quinta-feira, em conferência de imprensa.

Recorde-se que o ataque ocorreu na cidade de Kongsberg, sudoeste de Oslo. Segundo a polícia norueguesa, morreram cinco pessoas, quatro mulheres e um homem com idades entre os 50 e os 70 anos. Outras duas pessoas ficaram feridas e encontra-se em estado grave.

O suspeito, dinamarquês que residia naquela cidade da Noruega, confessou os crimes logo depois de ser detido pelas autoridades.