Internacional

Junta militar sudanesa dissolve direção das empresas estatais

Os militares, que derrubaram o Governo de Abdalla Hamdok num golpe de Estado, apertam o seu controlo sobre setores essenciais da economia do Sudão. 


A junta militar sudanesa, que derrubou o Governo de Abdalla Hamdok num golpe de Estado, dissolveu a direção de todas as empresas estatais, incluindo empresas encarregues de projetos agrícolas essenciais, avançou a Reuters. A manobra parece mais uma tentativa dos militares reforçarem o seu controlo do país, após acabarem com o acordo de divisão do poder que tinham com os partidos sudaneses e com as organizações da sociedade civil, após a queda do ditador Omar al-Bashir.

As Nações Unidas têm tentado conseguir a libertação de Hamdok, que tem sido mantido em prisão domiciliária pelos militares, bem como três outras figuras detidas, Taha Osman Isahaq, Sharif Mohamed Osman and Hamza Farouk, após se reunirem com representantes da ONU.