Internacional

Príncipe Harry diz que 'Megxit' é uma expressão "misógina" inventada por 'trolls'

A maneira como Meghan Markle foi tratada pelos meios de comunicação e o facto de a sua mãe, a princesa Diana, ter passado por algo semelhante foi uma das razões que levou Harry a decidir abandonar os seus deveres como membro da família real.


O príncipe Harry voltou a falar sobre o seu afastamento da família real britânico e do casamento com Meghan Markle e considerou que a palavra ‘Megxit’, usada pela imprensa para descrever a saída do casal da realeza em 2020, é “misógina”.

“Talvez as pessoas não saibam disto, ou talvez não tenham conhecimento, mas ‘Megxit’ é um termo misógino criado por um ‘troll’ e amplificado por correspondentes reais que cada vez mais cresceu nos meios de comunicação tradicionais. Mas tudo começou com um ‘troll’”, afirmou, na terça-feira, durante o painel ‘A Máquina de Mentiras da Internet’, organizado pela revista Wired.

Harry abordou ainda um estudo recentemente divulgado acerca dos ataques online feitos contra o casal. A pesquisa da Bot Sentinel revelou que 83 contas da rede social Twitter foram responsáveis por 70% dos ataques e fake news que circularam na Internet aquando do afastamento. “A parte mais perturbadora disso foi o número de jornalistas britânicos que interagiam com eles e amplificaram as suas mentiras como se fossem verdades”, rematou Harry.

A maneira como Meghan Markle foi tratada pelos meios de comunicação e o facto de a sua mãe, a princesa Diana, ter passado por algo semelhante foi uma das razões que levou Harry a decidir abandonar os seus deveres como membro da família real. “Aprendi desde muito jovem que os incentivos para publicar não estão necessariamente alinhados com a verdade. Eu conheço a história muito bem. Eu perdi a minha mãe para essa loucura auto-fabricada, estou determinado a não perder a mãe dos meus filhos pelo mesmo motivo”, frisou.