Sociedade

MP quer saber se Ricardo Salgado já tem tutor

Ex-banqueiro foi diagnosticado com Alzheimer.


A atual situação clínica de Ricardo Salgado levou o Ministério Público (MP) a questionar se o antigo banqueiro já estar a ser acompanhado por um tutor. A questão vem ao de cima depois de os advogados de defesa de Ricardo Salgado terem tentado bloquear o julgamento com base na doença.

A figura de tutor está prevista na lei para acompanhar quem já não se encontra com todas suas faculdades funcionais. O ex-banqueiro, de 77 anos de idade, nunca chegou a marcar presença no Tribunal Central de Lisboa devido às regras de prevenção da covid-19. Mas passou o Natal na Suíça, com alguns familiares que lá vivem, depois de o tribunal ter permito a Salgado viajar. Volta a Portugal no dia 3 de janeiro.

Recorde-se que foi em julho que os advogados de Ricardo Salgado apresentaram ao tribunal os relatórios médicos que comprovavam a doença. Mais tarde, em outubro, a defesa pediu que o julgamento fosse suspenso tendo em conta alguns exames que demonstravam que as capacidades cognitivas o ex-banqueiro estavam a ficar cada vez mais afetadas.

Os juízes responsáveis pelo julgamento, contudo, concluíram que o diagnostico clínico não comprova que Salgado esteja incapaz de compreender e interpretar a situação na qual se encontra. A defesa continuou a luta e apresentou num novo recurso para o Tribunal da Relação de Lisboa – decisão que ainda se aguarda. Ministério Público desconfia da situação.

“Estranha-se a recorrente resistência do arguido em comparecer em tribunal”, disse Vítor Pinto, procurador do julgamento.

“Não seria essa a melhor forma de permitir – tendo sempre em conta o teor dos relatórios médicos – aferir mais documentadamente do seu estado de saúde e da sua capacidade de prestar declarações? Afinal o que receia o arguido?”

 

Os comentários estão desactivados.