Cultura

Presidente da República condecora António Chainho com grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique

A Ordem do Infante D. Henrique distingue quem prestou "serviços relevantes a Portugal, no país e no estrangeiro, assim como serviços na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal, da sua História e dos seus valores".

 


Segundo uma nota publicada no site da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa condecorou na terça-feira o guitarrista e compositor, António Chainho, com grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, que distingue pessoas que contribuem para "a disseminação da cultura portuguesa, sua história e seus valores dentro e fora do país”.

O artista, que está quase a completar 60 anos de carreira e que se tornou ao longo dos anos um dos maiores embaixadores da guitarra portuguesa, prepara-se agora para editar um novo álbum e ainda publicar uma biografia, estando também a programar uma série de espetáculos especiais.

Durante a sua carreira trabalhou com grandes nomes da música nacional como José Afonso, Carlos do Carmo, José Cid, Rão Kyao ou Adriana Calcanhotto. 

António Chainho, foi o fundador da primeira Escola de Guitarra Portuguesa, em Lisboa, tendo também a sua própria escola em Santiago do Cacém, cidade onde nasceu em 1938 e que dá o seu nome ao auditório do concelho.

A Ordem do Infante D. Henrique distingue quem prestou "serviços relevantes a Portugal, no país e no estrangeiro, assim como serviços na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal, da sua História e dos seus valores".

 

Os comentários estão desactivados.