Internacional

EUA vão fornecer mais armas à Ucrânia

“As pessoas nos EUA têm apelado a um maior apoio por parte do nosso Governo à Ucrânia, com mais armas, mais ferramentas de combate e é precisamente isso que vamos fazer”, referiu o Presidente dos EUA.


Os Estados Unidos da América (EUA) confirmaram esta quarta-feira que irão enviar um novo pacote militar para ajudar a Ucrânia a resistir à invasão russa, disse o Presidente Joe Biden, em conferência de imprensa. 

“As pessoas nos EUA têm apelado a um maior apoio por parte do nosso Governo à Ucrânia, com mais armas, mais ferramentas de combate e é precisamente isso que vamos fazer”, referiu o Presidente dos EUA.

O apoio dos EUA à Ucrânia, afirmou, já tinha começado, ainda antes da recente agressão russa. “Começamos o reforço de apoio em março do ano passado, quando a Rússia iniciou os exercícios militares na fronteira da Ucrânia. Levamos muito a sério a ameaça de Putin”, disse Biden.

Novo pacote de ajuda militar "sem precedentes", como classificou o Presidente dos EUA, inclui armas ligeiras para combatentes civis. Em causa estão 80 sistemas de defesa anti-aéreas para que as forças ucranianas consigam evitar os ataques aéreos das tropas russas, protegendo o seu espaço aéreo. Mais: a pedido do presidente Zelensky, os Estados Unidos da América vão enviar sistemas de defesa de maior alcance e precisão e sistemas anti-tanques num maior reforço militar ucraniano.

Também a caminho da Ucrânia seguem 7.000 armas de menor porte, onde se incluem metralhadoras e granadas, bem como munições que se destinam aos homens e mulheres civis que estão a ajudar os militares ucranianos a defender o país.

Os comentários estão desactivados.