Sociedade

Homem fingia ser das forças de segurança para vender eletrodomésticos que arranjou com identidade falsa

A GNR localizou o suspeito na via pública enquanto vendia objetos. 


Um homem de 44 anos foi detido por usar uma identidade falsa que o determinava como um elemento de uma força de segurança, em Castanheira do Ribatejo. Através da carteira profissional falsa, o detido arrecadou vários objetos, que depois eram vendidos na via pública.

Num comunicado divulgado na terça-feira, a Guarda Nacional Republicana (GNR) explicou que tomou conhecimento do caso após uma denúncia “de um indivíduo que se encontrava a vender pequenos eletrodomésticos, ao mesmo tempo que se identificava como membro das forças de segurança”.

Os militares localizaram o suspeito na via pública e quando foi interrogado, o homem identificou-se como elemento das forças de segurança, “exibindo uma carteira profissional semelhante à utilizada pelas forças de segurança, com intenção de não ser fiscalizado”.

A autoridade verificou que aquela carteira profissional era falsa e detiveram o suspeito, que na sua posse tinha diversos documentos e objetos que foram adquiridos através deste esquema: uma viatura, um aspirador, uma máquina de barbear, uma televisão, 120 euros em numerário, diversos cartões bancários e ainda uma licença de uso e porte de arma furtada.

No dia 11 de maio, o homem de 44 anos foi presente ao Tribunal Judicial de Vila Franca de Xira, onde lhe foi aplicada a medida de coação de apresentações trissemanais no posto policial da área de residência.

Os comentários estão desactivados.