Sociedade

Incêndio no Lindoso atingiu quase 1.400 hectares

Fogo começou na semana passada.


O incêndio que lavrou na semana passada na freguesia do Lindoso, em Ponte da Barca, distrito de Viana do Castelo, no Parque Nacional da Peneda Gerês, atingiu uma área aproximada de 1.400 hectares.

"O incêndio do Lindoso tem uma área ardida aproximada de 1.400 hectares. Ardeu 'área de ambiente rural', que são áreas de proteção complementar na área envolvente às aldeias, onde o homem exerce a sua atividade. Estamos a falar de áreas agrícolas e também algumas áreas destinadas ao pastoreio", explicou Sandra Sarmento, diretora regional do Norte do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

A responsável adiantou ainda que as áreas em questão "são muito importantes", uma vez que são a 'casa' de muitos animais selvagens. Para além das áreas agrículas e de mato, continuou, "arderam também pequenos núcleos de carvalhais, galerias retículas e bosques ribeirinhos", sendo também "habitats com relevância".

"Trata-se, naturalmente, de uma grande preocupação para o ICNF. Durante estes dias tivemos as nossas equipas do corpo nacional de agentes florestais, os sapadores florestais, bem como toda a força, empenhadas no apoio ao combate ao incêndio, e agora também naquilo que foi a consolidação do rescaldo", frisou. 

Ao longo dos próximos dias, vão ser realizadas várias intervenções naquela zona, em particular as "intervenções de estabilização" que, ao serem concluídas, irá ser feito uma avaliação para que se possa começar "a pensar no restauro de algumas áreas ardidas", indicou Sandra Sarmento.

 

Os comentários estão desactivados.