Internacional

Mais de 1.500 refugiados estão no Mediterrâneo à espera para poderem entrar na UE

Chegaram a Itália, desde o início do ano e pelo mar, 38.778 pessoas.

Mais de 1.500 refugiados estão no Mediterrâneo à espera para poderem entrar na UE

Mais de 1.500 migrantes continuam à espera de poder desembarcar, através do Mediterrâneo, no continente europeu, depois de terem sido socorridos. 

De acordo com a Médecins sans Frontières (MSF), estavam 659 pessoas a bordo do 'Geo Barents', a somar aos 438 migrandes que se encontram no SeaWatch3, adiantou a  SeaWatch, e ainda outros 387 estão no "Ocean Viking", da SOS Méditerranée.

Entretanto, a SeaWatch anunciou que, ao fim da tarde, as autoridades italianas autorizaram o seu navio a atracar no porto de Tarante, a sul do país.

"Um grande alívio, mas consternação também: esperam-nos mais dois dias de viagem, o que significa sofrimento suplementar para os que já sofreram muito", escreveu esta ONG, através do Twitter. 

 

 

Note-se que milhares de migrantes chegaram nas últimas semanas às ilhas italianas de Lampedusa e Sicília em barcos de pesca com poucas condições, em embarcações improvisadas ou até mesmo socoriddos por ONG pela Guarda Costeira italiana.

Chegaram a Itália, desde o início do ano e pelo mar, 38.778 pessoas.

Os comentários estão desactivados.