Sociedade

Militar da GNR fora de serviço salva a vida a homem que não conseguia respirar

Companheira da vítima fez agradecimento público ao Sargento João Carapinha. 


Um militar da GNR que estava de folga contribuiu para salvar a vida de um homem que se encontrava com dificuldades em respirar, em Alcácer do Sal. A companheira da vítima fez questão de agradecer ao militar e à Guarda, através de uma mensagem que mais tarde foi partilhada na página de Facebook da Guarda.

"Venho desta forma demonstrar o meu profundo agradecimento e reconhecimento ao Sargento João Carapinha por, no dia 24 de junho de 2022, quando me encontrava na Feira PIMEL, em Alcácer do Sal, a jantar com a minha família, e sem nada que o fizesse prever, o meu marido engasgou-se não conseguindo respirar", lê-se na mensagem partilhada para mulher, que acrescenta que tentou ajudar o marido mas que as suas tentativas "de nada valeram" e que o homem "continuava sem respirar e a começar a desfalecer". 

"Perante a minha aflição e desespero e a preplexidade e surpresa, um senhor, que não conhecíamos, que se encontrava também na feira com a sua família, decidiu intervir e fazer a manobra de heimlich conseguindo, dessa forma, que o meu marido conseguisse voltar a respirar", explica. 

O militar só se identificou, contudo, depois de a vítima estar a salvo: "Na conversa mantida confidenciou que era Sargento, a fazer serviço nos GIPS em Grândola, e que se não fosse os conhecimentos de primeiros socorros de que a GNR o dotou, o mesmo não teria conseguido salvar o meu marido". 

Por fim, a mulher, que apelida o Sargendo João Carainha de "Anjo de Deus", deixa o seu "eterno agradecimento", dando os parabéns à Guarda Nacional Republicana "por terem nos seus quadros pessoas com elevados valores humanos". 

Os comentários estão desactivados.