Economia

Custo de cabaz alimentar de bens básicos aumentou 15%

Regulador aponta para uma dispersão "muito significativa dos preços".


O custo de um cabaz básico de bens alimentares subiu 15% entre outubro de 2021 e agosto deste ano, com alguns produtos a dispararem 20%, segundo o Banco de Portugal (BdP).

O regulador, no Boletim Económico de outubro divulgado esta quinta-feira, sublinha que existe uma dispersão "muito significativa dos preços".

"Entre outubro de 2021 e agosto de 2022, período em que existe disponibilidade dos preços, o crescimento médio do custo do cabaz situou-se em torno de 15%, com preços de alguns produtos com variações superiores a 20% e outros com variações negativas", lê-se no documento do BdP.

Os comentários estão desactivados.