Vida

Taylor Swift retira cena do videoclip "Anti-Hero" após críticas de gordofobia

O segmento em questão mostra a cantora de 32 anos a pisar uma balança, que, em vez de lhe apresentar o peso em números, ressalta a palavra gorda.


Taylor Swift removeu uma cena do videoclip da música “Anti-Hero” depois de vários profissionais de saúde e ativistas considerarem o momento gordofóbico – preconceito contra as pessoas gordas.

O segmento em questão mostra a cantora de 32 anos a pisar uma balança, que, em vez de lhe apresentar o peso em números, ressalta a palavra gorda.

No momento em que Swift olha para a balança, a sua voz cantava a seguinte frase – traduzida para português: “Olho diretamente para o sol mas nunca ao espelho". Depois a câmara mostra uma segunda versão da artista de si mesma a abanar a cabeça, a negar esta constatação que tentou transmitir aos seus fãs.

A música “Anti-Hero” é uma das 13 músicas do recente álbum “Midnights”, lançado na passada sexta, precisamente à meia-noite. Na rede social Twitter, a cantora explicou que o seu décimo disco representa os seus "pesadelos e pensamentos intrusivos".

Neste caso, no videoclip de “Anti-Hero”, Taylor Swift mostrou a forma como viveu a luta contra um distúrbio alimentar que sofreu. Contudo, a exposição pessoal da cantora não foi encarada da melhor forma pelos profissionais de saúde e críticos, que consideraram aquela cena prejudicial.

O momento da balança “é uma maneira esquisita de descrever as lutas da sua imagem corporal”, defendeu Shira Rosenbluth, uma assistente social com especialização no tratamento de distúrbios alimentares, na rede social Twitter, citada pelo site Page Six.

Já outro utilizador da rede social levantou outro ponto de vista: "Vi alguém dizer que ela poderia ter posto 'não és suficientemente magra' e penso que isso estaria mais de acordo com o que ela estava a tentar passar de qualquer forma, para além de não ser ofensiva".

Contudo, vários fãs entraram em defesa da artista, ao apontar que esta queria partilhar a sua história. "Ter inseguranças já não é permitido porque pode deixar uma pessoa gorda algures perturbada", criticou um internauta.

A cantora quebrou o silêncio sobre o sofrimento causado pelo peso no documentário a título pessoal, em 2020, "Taylor Swift": Miss Americana".

"Só aconteceu algumas vezes, e não estou de forma alguma orgulhosa disso. Uma fotografia minha em que sinto que a minha barriga parecia demasiado grande ou alguém disse que eu parecia grávida, e isso só me vai desencadear a morrer de fome", admitiu na altura.

Veja aqui o videoclip: 

Os comentários estão desactivados.