Desporto

Liga dos Campeões. É só um pontinho!

O Sporting está a um escasso ponto de garantir a continuidade na liga milionária, onde o FC Porto já tem lugar marcado. A jogar em casa, só podem ser felizes.


O fim de semana não correu bem a Sporting e FC Porto, que têm agora a Liga dos Campeões para melhorar a imagem e dar novo alento aos seus indefetíveis adeptos. Muita tinta correu na fase de grupos para as duas equipas. Os leões começaram muito bem e espantaram a Europa do futebol com duas importantes vitórias (Eintracht Frankfurt e Tottenham). A passagem aos oitavos de final estava bem encaminhada até aparecer a ‘besta negra’ Marselha, que ganhou os dois jogos, mais por inépcia dos leões, tal o número de disparates cometidos, do que pelo futebol apresentado. Apesar de tudo, o Sporting mantém viva a possibilidade de continuar nesta liga. 

Para vencer O jogo em casa com o Eintracht é uma autêntica final, já que precisa de pontuar para passar à fase seguinte da prova. Se os deuses estiverem alinhados com a nação leonina, o Sporting até pode vencer o grupo, basta ganhar o jogo e esperar que o Marselha tire pontos ao Tottenham, seria uma forma curiosa dos franceses retribuírem as benesses oferecidas pelos leões nos jogos realizdos entre eles. Vai ser uma noite de grande dramatismo, pois todas as equipas podem passar à fase seguinte e todas podem cair fora das competições da UEFA, tudo vai depender da competência ou falta dela.

Depois da concludente vitória em Frankfurt (3-0), não é expetável que a equipa de Ruben Amorim desperdice a oportunidade de se juntar a Benfica e Porto na fase seguinte da Liga dos Campeões. O treinador do Sporting está otimista quanto ao desfecho do jogo. “Podemos contar com dois resultados, mas não falámos sequer em empate, queremos vencer. Temos de jogar bem, de marcar e não sofrer. Espero ter a receção de sempre dos adeptos. Eles fazem-nos bem e não estão felizes com os resultados. Se virem a equipa no máximo, apoiam até ao fim”. Confrontado com a possibilidade de o resultado ser negativo, o treinador do Sporting garantiu: “Farei a avaliação no fim. Não ponho essa questão. Acho que vamos passar. Não vou responder já se posso colocar o lugar à disposição”. Os alemães chegam a Lisboa determinados a acertar contas com os portugueses depois da pesada derrota sofrida em casa. As últimas exibições do Eintracht, tanto para a Bundesliga, como para a Liga dos Campeões, não são de modo a entusiasmar, mas o capitão de equipa, Sebastian Rose, afirmou ao site do clube que: “Estamos ansiosos. Temos de compensar o primeiro jogo”, o aviso está feito.

A pensar no sorteio O campeão nacional teve um arranque em falso. Perdeu os dois primeiros jogos (Atlético de Madrid e Brugge), até foi goleado em casa pelos belgas! e, pensavam os arautos de desgraça que tinha “morrido” para a Liga dos Campeões, pura ilusão. 

A determinação e a vontade de lutar contra tudo e contra todos, incluindo os seus adeptos radicais, da equipa de Sérgio Conceição mudou a história deste grupo. Os azuis e brancos ganharam três jogos consecutivos, garantiram o apuramento para os oitavos de final e, na última partida, vão lutar para ficar em primeiro lugar do grupo, basta um empate se o Brugge perder em Leverkusen. Vencer é uma prioridade para o FC Porto que tem o objetivo de chegar ao primeiro lugar do grupo, e assim enfrentar os oitavos de final com a vantagem (teórica) de ser cabeça de série no sorteio que se realiza na próxima sexta-feira, dia 7, às 11 horas. O jogo com o Atlético de Madrid tornou-se um clássico da Liga dos Campeões, os dois clubes já se defrontaram 11 vezes, com quatro triunfos para os ‘colchoneros’, duas vitórias para os portistas e três empates. As contas são bem diferentes esta época a favor do FC Porto, que ganhou três jogos da fase de grupos, ao passo que os de Madrid fracassaram em toda a linha e só venceram uma partida, e já se procuram culpados entre treinador, jogadores e direção. Na conferência de imprensa antes do jogo, Sérgio Conceição disse: “Independentemente do momento, é sempre uma grande equipa, com jogadores que se conhecem muito bem. Encaramos o jogo com o intuito de o ganhar e garantir o primeiro lugar no grupo. As equipas do Simeone são agressivas, defendem de uma forma muito eficaz e têm qualidade individual. Temos de estar preparados”, alertou o treinador do FC Porto. A sequência de jogos muito apertada mereceu também um comentário: “É uma preparação difícil, mais teórica do que no campo. É sempre bom o clube estar em todas as competições, mas com jogos de três em três dias a intensidade competitiva é muito grande. As equipas que jogam na Europa deviam estar mais protegidas, mas para isso tem que haver um planeamento no início da época”, frisou.

Os comentários estão desactivados.