Sociedade

DECO volta a alertar para o preço da água ser muito diferente de concelho para concelho

Valores dependem de vários fatores como cláusulas contratuais entre as câmaras municipais e concessões.


Um estudo da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor alerta para a diferença acentuada nas tarifas de serviços de água e saneamento entre municípios e defende que os consumidores não devem ser os únicos a suportar os custos,

De acordo com a DECO, que alerta para este problema há mais de dez anos, a maior discrepância de preços para consumos anuais regista-se entre Vila do Conde no Porto, onde o valor total da fatura está em cerca de 480 euros e 21 cêntimos e Vila Nova de Foz Côa na Guarda, onde se pagará à volta de 88 euros e 20 cêntimos.

Relativamente ao saneamento, o valor mais elevado regista-se em Póvoa do Lanhoso com um valor mensal de 186 euros e 89 cêntimos. O mais barato fica em Vila Nova de Foz Côa com um total de 88 euros e 20 cêntimos.

A DECO diz que valores dependem de vários fatores como cláusulas contratuais entre as câmaras municipais e concessões e pede uma regulação tarifária para a harmonização de preços nos diferentes concelhos. 

Os comentários estão desactivados.