Desporto

FIFA benemérita com os clubes

O Mundial do Qatar terminou e está na hora de fazer contas. A FIFA vai distribuir 215 milhões de euros pelos clubes que cederam jogadores às seleções.

 FIFA benemérita com os clubes

O mecanismo de compensação criado pela FIFA em 2010 para o Campeonato do Mundo da África do Sul vai distribuir por 416 clubes, de 63 federações nacionais, a quantia de 215 milhões de euros. Este é um verdadeiro prémio grande para quem esteve representado no Mundial do Qatar.

Pela primeira vez, os clubes puderam inscrever-se numa plataforma dedicada ao futebol profissional, solicitando o pagamento de 10 300 euros por cada dia que os seus atletas estiveram ao serviço das suas seleções no período de preparação para a prova e durante a realização do Mundial.

A intenção da FIFA é compensar financeiramente os clubes que pagam os salários aos jogadores durante a realização do campeonato. A única condição imposta  para que a compensação seja paga é que os jogadores tenham atuado na equipa nos dois anos anteriores à realização do torneio. As verbas atribuídas são bastante generosas.  Os clubes vão receber 180 mil euros por cada jogador cedido à seleção e que tenha jogado na fase de grupos do Mundial. Os jogadores que disputaram os oitavos de final trazem para os seus clubes 220 mil euros por dia, e aqueles que jogaram os quartos de final, como foi o caso da seleção portuguesa, valeram 280 mil euros. Os semi-finalistas representam 320 mil euros para os clubes a que pertencem  e aqueles que disputaram à tão desejada final trazem para os seus clubes qualquer coisa como 370 mil euros.

A FIFA informou também que os valores a pagar aos clubes são fixos e não têm a ver com os minutos que cada jogador atuou.  Segundo a plataforma OnlineCasinosDeutschland.com os grandes clubes europeus (Manchester City, Liverpool, Chelsea, Bayern de Munique, Milan e Juventus) são os principais beneficiados deste programa de ajuda criado pelo organismo que gere o futebol mundial. Segundo a mesma plataforma, o Manchester City vai receber a quantia mais elevada por cedência de 16 jogadores, com um total de 5,3 milhões de euros, seguido pelo Barcelona que tem direito a ‘apenas’ 5,1 milhões de euros. Embora tivesse 17 jogadores na seleção, mais um do que o City, recebeu menos porque a Espanha foi eliminada nos oitavos de final. O Bayern de Munique recebeu 4,9 milhões de euros pela presença de 17 jogadores no Qatar, mas o desempenho medíocre da Alemanha prejudicou as contas finais. Benfica e FC Porto cederam seis atletas cada às seleções e o Sporting quatro. Em termos de campeonatos, a Premier League é a competição que vai receber mais dinheiro pelo sistema de compensação da FIFA com 47,9 milhões de euros, surgindo logo a seguir La Liga com 26,2 milhões e a Bundesliga recebe 23,7 milhões de euros.

Os comentários estão desactivados.