À esquerda e à direita

Costa deve contratar o Núncio Apostólico

O ministro mais vermelho do Governo rosa sai por ter pactuado com práticas capitalistas no seu pior! A vida, às vezes, é mesmo irónica. 

Costa deve contratar o Núncio Apostólico

Quem está minimamente informado sobre a situação da Igreja Católica, sabe que há dioceses que estão sem bispos, pois não tem sido fácil encontrar o candidato ideal. E porquê? Por duas razões muito simples: porque devem ser poucos os candidatos e porque a triagem é tão exaustiva que muitos ficam eliminados. E é exaustiva porquê? Porque, e desculpem a linguagem coloquial, o responsável por mandar os nomes dos três bispos candidatos a uma diocese para o Vaticano, o núncio apostólico, embaixador da Santa Sé em Portugal, precisa de falar com muita gente, inclusivamente com os serviços secretos – isto, obviamente de uma forma informal – para saber se o cadastro dos nomes em cima da mesa estão imaculados. D. Ivo Scapolo não pode arriscar mandar candidatos para o Papa decidir, e depois da nomeação ‘rebentar’ algum escândalo, seja sexual, financeiro ou de outra ordem. Por isso, há tanto tempo que duas dioceses portuguesas estão sem bispo. O cenário irá piorar muito nos próximos tempos, pois metade dos sacerdotes estão quase em idade de reforma...

E a que propósito vem esta conversa? A propósito das trapalhadas governamentais, pois se António Costa tivesse um D. Ivo Scapolo não estaria a braços com tantas polémicas. Bastaria que antes da nomeação de ministros ou secretários de Estado a sua vida fosse minimamente escrutinada, nomeadamente as suas incompatibilidades profissionais. Neste caso, não queremos saber se o candidato a ministro ou a secretário de Estado gosta de ir ao Elefante Branco, se fuma, se tem amantes, se é do Benfica, do Sporting ou do FC Porto. Apenas queremos saber se a sua ficha fiscal está limpa, se não tem interesses incompatíveis com a prática governativa e se não recebeu indemnizações chorudas do Estado para continuar no Estado. Como se vê, é simples.

Marques Mendes, em 2019, ao jornal i, fez uma proposta neste sentido que também não foi seguida. «Os ministros e os secretários de Estado deveriam ser sujeitos, antes de tomarem posse, a uma audição parlamentar. Não para averiguar se são competentes, mas para analisar se, no seu passado, há situações que possam gerar potenciais incompatibilidades ou potenciais conflitos de interesses», dizia então, acrescentando que isso obrigaria o governante «a revisitar com muito cuidado e rigor as suas condições passadas e presentes e a analisar se há na sua vida ou dos seus familiares situações de potenciais incompatibilidades».

Desta forma todos ficariam bem no retrato. Quem convida e quem é convidado.

Quanto à trapalhada da TAP, não deixa de ser curioso que o ministro que acabou vítima do escândalo da indemnização milionária, é o principal rosto da esquerda do PS. Então não é que Pedro Nuno Santos acabou por se despedir por ter ‘pactuado’ com práticas neoliberais sem princípios? E esta, hein? O ministro mais vermelho do Governo rosa sai por ter pactuado com práticas capitalistas no seu pior! A vida, às vezes, é mesmo irónica. E depois desta veremos se o ex-ministro das Infraestruturas não se irá tornar o Pedro Santana Lopes do PS. Que vai andar por aí... Depois das trapalhadas dos aeroportos e agora da TAP, nunca se sabe.

P. S. O grande herói Volodymyr Zelensky, que enfrenta um agressor bárbaro, pode ter os seus dias contados, se as previsões de alguns analistas das secretas se concretizarem. Consta, nos meios das informações ocidentais, que Vladimir Putin deverá anunciar a 9 de janeiro que a Rússia declara oficialmente guerra à Ucrânia. Se assim for, toda a população russa em idade de engrossar as fileiras militares será chamada para a frente de combate. E com milhões de soldados e meios militares mais ‘potentes’, Kiev deverá capitular. Mas mesmo que Zelensky seja deposto, ficará sempre com um dos nomes grandes da História do século XXI. Esperemos pois que as informações das secretas estejam erradas. Bom Ano, saúde, paz e alguma animação, são os meus votos para 2023.

vitor.rainho@nascerdosol.pt

Os comentários estão desactivados.