Avatar de António Almeida Tomé

António Almeida Tomé


  • A Inflexibilidade negocial da URSS-Rússia

    Desde os tempos da unificação da Moscóvia que a atitude política e militar da Rússia dos czares, passando pela carnificina da guerra civil até à instauração do implacável regime soviético de Estaline, se traduziu sempre por uma sobranceria negocial, tanto com aliados como com adversários, num quase perfeito jogo de dividir para reinar. E aproveitando…

    A Inflexibilidade negocial da URSS-Rússia

  • Trump, Putin e a decadência europeia

    Será que os políticos  da UE ainda não vislumbraram que a Europa se encontra sob assalto, com a ameaça a atuar no interior das suas muralhas sob a capa de partidos infiltrados que a minam?!

    Trump, Putin e a decadência europeia

  • Uma inversão na ‘nova ordem’?

    Pela primeira vez na história da Aliança Atlântica e na parceria entre os Estados Unidos e a União Europeia – expressa de forma rude, mas não desprovida de razão, pelo líder norte-americano face aos seus aliados do velho continente -, verifica-se uma grave cisão nos objetivos comuns face à ameaça de Leste. Ameaça que persiste,…

    Uma inversão na ‘nova ordem’?

  • Uma nova termópilas?

    Antes dos atentados da Al-Qaeda contra os Estados Unidos, em 2001, tinha sido estabelecido um período de ‘pausa estratégica’, durante o qual vários teorizadores em Relações Internacionais apresentaram os seus modelos prospetivos sobre a ‘nova’ situação internacional, tentando preencher o vazio deixado pela anterior estratégia: a contenção da expansão soviética durante a Guerra Fria.  Então,…

    Uma nova termópilas?

  • O Estado e o interesse nacional

    Certas forças partidárias tentarem incutir nos cidadãos a ideia perigosa de que o passado histórico do seu país é tenebroso e que todos agora terão de pagar por isso

    O Estado e o interesse nacional

  • Poder aeroespacial

    Com o aparente terminar da guerra contra o Daesh na nevrálgica região do triângulo Líbano-Síria-Iraque, interessará tecer considerações sobre a ação decisiva do ‘poder aeroespacial’.

    Poder aeroespacial

  • Um mundo privado de sentido

    Como melhor diria Zaki Laïdi, o mundo parece «privado de sentido». Na sequência da transformação ocorrida e à medida que o prolongar do período pós Guerra Fria demonstra a existência de uma relação difusa e ambígua entre uma pacificação imperfeita e uma segurança inatingível, em consequência da qual a crise existencial do elo que tende…

    Um mundo privado de sentido

  • Europa tem de reforçar o poderio militar

    Da área científica das relações internacionais sobreleva que um Estado alcança preponderância e evidencia o seu poder através da revelação da sua força económica, tudo impulsionado por uma forte liderança política alicerçada num credível poder militar.  Também se constata que, por detrás de um forte poder económico, se encontra sempre um potente poder militar, o…

    Europa tem de reforçar o poderio militar

  • A guerra fria continua por outros meios

    Putin usa o fornecimento de energia à Europa e o poderio militar como armas para manter em respeito o Ocidente

    A guerra fria continua por outros meios

  • A geopolítica e as grandes alterações globais

    A estabilidade do sistema dependerá das maiores potências de projeção mundial: as democráticas União Europeia, Canadá e EUA por um lado e as ideológicas Rússia e China por outro

    A geopolítica e as grandes alterações globais