Avatar de Diana Tinoco

Diana Tinoco


  • As melhores fotos do segundo dia da Web Summit [fotogaleria]

    Estes foram os momentos que marcaram o segundo dia da Web Summit.

    As melhores fotos do segundo dia da Web Summit [fotogaleria]

  • Munique. Estar aqui como em casa

    Ter tantas saudades de Portugal e encontrá-lo já aqui, quase ao virar da esquina, ainda antes de apanharmos o avião para casa. 

    Munique. Estar aqui como em casa

  • Viena. Viemos bater à porta da Klimt Villa

    Longe do centro e escondida dos olhares mais desatentos fica a casa onde, entre 1911 e 1918, o pintor austríaco Gustav Klimt criou as suas últimas obras. 

    Viena. Viemos bater à porta  da Klimt Villa

  • Skopje. “Welcome to Disneyland” [Fotos]

    O projeto chama-se Skopje 2014, é financiado pelo governo e pretende cobrir a cidade de um tom mais histórico, mais imperialista… “mais kitsch”, dirão os críticos. E conseguiu: cerca de 500 milhões de euros depois, a capital da Macedónia é agora um parque de diversões neoclássico onde talvez haja mais estátuas do que pessoas. 

    Skopje. “Welcome to Disneyland” [Fotos]


  • Kosovo. “Newborn”, o país da fronteira picotada

    São reconhecidos, mas apenas por 111 Estados-membros das Nações Unidas. São kosovares, mas falam, oficialmente, albanês e sérvio. Estiveram em guerra até 1999, mas são talvez o povo mais hospitaleiro que conhecemos nesta viagem. 

    Kosovo. “Newborn”, o país da fronteira picotada

  • Pristina. No Kosovo dos pequeninos

    Viemos a Pristina desmistificar o Kosovo, aquele buraco negro que os anos semearam na nossa mente.  E encontrámos cor, luz, e desmistificámos tanto que, quem sabe, talvez até pudéssemos ficar aqui a viver. 

    Pristina. No Kosovo dos pequeninos

  • Sarajevo. E Jerusalém aqui tão perto

    Sarajevo, o sinónimo de tolerância. De paz, de respeito, de tudo o que representa a vida em harmonia. Será irónico dizer isto de uma cidade que foi tão destruída pela guerra ainda há tão pouco tempo, mas Sarajevo não guarda ressentimentos face àqueles que a visitam.

    Sarajevo. E Jerusalém aqui tão perto

  • Sarajevo. Porque o futebol não tem língua

    “O que é que ele está a gritar?”, pergunto à rapariga ao meu lado, que não terá mais de 18 anos. “Hum, não tem bem tradução…”, responde-me, e ambas olhamos para o miúdo que grita mais alto do que a sua própria altura. “Está-lhes a chamar porcos, macacos, coisas assim. O normal no futebol”. E…

    Sarajevo. Porque o futebol não tem língua


  • Bósnia. No país dos cemitérios, os pombos são corvos e as flores são de plástico

    Na Bósnia, país predominantemente muçulmano, todas as mesquitas têm um cemitério e há mais cemitérios do que mesquitas. Nos quintais das casas, ao lado das estradas, em antigos jardins – todas as campas têm as mesmas datas gravadas. 1992, 1993, 1994, 1995. Algumas, para nosso horror, são mais pequenas do que outras – têm metade…

    Bósnia. No país dos cemitérios, os pombos são corvos e as flores são de plástico

  • Dubrovnik. Is winter really coming? [Fotogaleria]

    Chegámos a King’s Landing. Perdão, a Dubrovnik. A verdade é que já nem sabemos bem. Quem for ao Google encontra quase tantos guias para a história da cidade como para os sets de filmagens de “Game of Thrones”, a série da HBO que fez da Croácia uma das suas casas, e de Dubrovnik a maior…

    Dubrovnik. Is winter really coming? [Fotogaleria]